quarta-feira, 10 de outubro de 2012

"O Novo Membro" na Feira do Livro de Frankfurt


De 10 a 14 de Outubro realiza-se a Feira do Livro de Frankfurt, a maior a nível mundial.
 
Este ano, a Corpos Editora irá fazer parte desta feira e o meu livro foi um dos escolhidos para representar a editora.
 
É díficil de prever o que poderá acontecer nestes dias, mas é óptimo saber que o meu livro vai participar na maior Feira do Livro do mundo. Só por isso já são óptimas notícias.
 
Já sabem, a versão ebook do meu livro está à venda no site da editora por apenas 2,99€, AQUI.
 
Boas leituras!

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Formato ebook do livro "O Novo Membro"

Desde que o meu livro foi publicado que a editora disponibiliza o ebook do livro "O Novo Membro" no seu website.
 
Posso não ter dado muita importância na altura, mas agora que são cada vez mais as pessoas que utilizam iPads ou ebook readers para lerem os livros (ainda que maioritariamente estrangeiros), decidi divulgar este formato do meu livro, que está à venda a um preço bastante acessível.
 
O formato é em pdf e, por isso, compatível com computadores, iPads e ebook readers.
 
 
Pessoalmente, não sou grande apreciador de ebooks, mas gosto de mander a mente aberta e compreendo as vantagens deste formato. Por isso, para quem aprecia o livro digital tem aqui uma óptima forma e bastante barata de adquirir o meu livro.
 
O ebook de "O Novo Membro" está à venda AQUI. Passem por lá para verificarem o site e as informações.
 
Espero que seja do vosso agrado.
 
 
Boas leituras!

quinta-feira, 19 de julho de 2012

O livro que não pode esperar

Já imaginaram um livro que tivessem de ler em menos de 60 dias, ou a tinta desapareceria?
Sim, isso mesmo, a tinta! Uma editora na Argentina criou uma tinta que desaparece através do contacto com a luz e com o ar.

É ideal para aquelas pessoas que costumam adiar as leituras por preguiça ou por "falta de tempo".

Acham esta uma ideia genial?

O facto do livro que foi publicado com esta tinta vender tão rapidamente é um ponto a favor, certamente. Vejam o vídeo abaixo e tirem as vossas conclusões. Gostariam de ter um livro assim? :)

terça-feira, 29 de maio de 2012

82ª Feira do Livro do Porto

Olá a todos!

É já esta quinta-feira, dia 31 de Maio, que terá início mais uma edição da Feira do Livro do Porto. O evento prolongar-se-á até dia 17 de Junho e terá lugar no local habitual: a Avenida dos Aliados.


Para quem puder ir, aproveitem bem os descontos e as sessões de autógrafos, que são a alma da Feira.

Boas leituras.

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Paródia ao Novo Acordo Ortográfico

Há uns tempos vi este artigo sobre o novo Acordo Ortográfico e quis partilhar convosco. A autora do referido artigo faz uma previsão do que poderá acontecer se continuarem com estas "remodelações" a um dos pilares da nossa identidade, a Língua Portuguesa.

É uma paródia, sim, mas nunca se sabe...



Texto retirado do blogue A Biblioteca de Jacinto:

"Acordo ortográfico e o futuro da língua portuguesa
Tem-se falado muito do Acordo Ortográfico e da necessidade de a língua evoluir no sentido da simplificação, eliminando letras desnecessárias e acompanhando a forma como as pessoas realmente falam. Sempre combati o dito Acordo mas, pensando bem, até começo a pensar que este peca por defeito. Acho que toda a escrita deveria ser repensada, tornando-a mais moderna, mais simples, mais fácil de aprender pelos estrangeiros.

Comecemos pelas consoantes mudas: deviam ser todas eliminadas.
É um fato que não se pronunciam. Se não se pronunciam, porque ão-de escrever-se? O que estão lá a fazer? Aliás, o qe estão lá a fazer? Defendo qe todas as letras qe não se pronunciam devem ser, pura e simplesmente, eliminadas da escrita já qe não existem na oralidade.

Outra complicação decorre da leitura igual qe se faz de letras diferentes e das leituras diferentes qe pode ter a mesma letra.
Porqe é qe “assunção” se escreve com “ç” e “ascensão” se escreve com “s”?
Seria muito mais fácil para as nossas crianças atribuír um som único a cada letra até porqe, quando aprendem o alfabeto, lhes atribuem um único nome. Além disso, os teclados portugueses deixariam de ser diferentes se eliminássemos liminarmente o “ç”.
Por isso, proponho qe o próximo acordo ortográfico elimine o “ç” e o substitua por um simples “s” o qual passaria a ter um único som.

Como consequência, também os “ss” deixariam de ser nesesários já qe um “s” se pasará a ler sempre e apenas “s”.
Esta é uma enorme simplificasão com amplas consequências económicas, designadamente ao nível da redusão do número de carateres a uzar. Claro, “uzar”, é isso mesmo, se o “s” pasar a ter sempre o som de “s” o som “z” pasará a ser sempre reprezentado por um “z”.
Simples não é? se o som é “s”, escreve-se sempre com s. Se o som é “z” escreve-se sempre com “z”.

Quanto ao “c” (que se diz “cê” mas qe, na maior parte dos casos, tem valor de “q”) pode, com vantagem, ser substituído pelo “q”. Sou patriota e defendo a língua portugueza, não qonqordo qom a introdusão de letras estrangeiras. Nada de “k”.

Não pensem qe me esqesi do som “ch”.
O som “ch” pasa a ser reprezentado pela letra “x”. Alguém dix “csix” para dezinar o “x”? Ninguém, pois não? O “x” xama-se “xis”. Poix é iso mexmo qe fiqa.

Qomo podem ver, já eliminámox o “c”, o “h”, o “p” e o “u” inúteix, a tripla leitura da letra “s” e também a tripla leitura da letra “x”.

Reparem qomo, gradualmente, a exqrita se torna menox eqívoca, maix fluida, maix qursiva, maix expontânea, maix simplex. Não, não leiam “simpléqs”, leiam simplex. O som “qs” pasa a ser exqrito “qs” u qe é muito maix qonforme à leitura natural.

No entanto, ax mudansax na ortografia podem ainda ir maix longe, melhorar qonsideravelmente.

Vejamox o qaso do som “j”. Umax vezex excrevemox exte som qom “j” outrax vezex qom “g”. Para qê qomplicar?!?
Se uzarmox sempre o “j” para o som “j” não presizamox do “u” a segir à letra “g” poix exta terá, sempre, o som “g” e nunqa o som “j”. Serto? Maix uma letra muda qe eliminamox.

É impresionante a quantidade de ambivalênsiax e de letras inuteix qe a língua portugesa tem! Uma língua qe tem pretensõex a ser a qinta língua maix falada do planeta, qomo pode impôr-se qom tantax qompliqasõex? Qomo pode expalhar-se pelo mundo, qomo póde tornar-se realmente impurtante se não aqompanha a evolusão natural da oralidade?

Outro problema é o dox asentox. Ox asentox só qompliqam!
Se qada vogal tiver sempre o mexmo som, ox asentox tornam-se dexnesesáriox.

A qextão a qoloqar é: á alternativa? Se não ouver alternativa, pasiênsia.

É o qazo da letra “a”. Umax vezex lê-se “á”, aberto, outrax vezex lê-se “â”, fexado. Nada a fazer.

Max, em outrox qazos, á alternativax.
Vejamox o “o”: umax vezex lê-se “ó”, outrax vezex lê-se “u” e outrax, ainda, lê-se “ô”. Seria tão maix fásil se aqabásemox qom isso! Para qe é qe temux o “u”? Para u uzar, não? Se u som “u” pasar a ser sempre reprezentado pela letra “u” fiqa tudo tão maix fásil! Pur seu lado, u “o” pasa a suar sempre “ó”, tornandu até dexnesesáriu u asentu.

Já nu qazu da letra “e”, também pudemux fazer alguma qoiza: quandu soa “é”, abertu, pudemux usar u “e”. U mexmu para u som “ê”. Max quandu u “e” se lê “i”, deverá ser subxtituídu pelu “i”. I naqelex qazux em qe u “e” se lê “â” deve ser subxtituidu pelu “a”.
Sempre. Simplex i sem qompliqasõex.

Pudemux ainda melhurar maix alguma qoiza: eliminamux u “til” subxtituindu, nus ditongux, “ão” pur “aum”, “ães” – ou melhor “ãix” - pur “ainx” i “õix” pur “oinx”.
Ixtu até satixfax aqeles xatux purixtax da língua qe goxtaum tantu de arqaíxmux.

Pensu qe ainda puderiamux prupor maix algumax melhuriax max parese-me qe exte breve ezersísiu já e sufisiente para todux perseberem qomu a simplifiqasaum i a aprosimasaum da ortografia à oralidade so pode trazer vantajainx qompetitivax para a língua purtugeza i para a sua aixpansaum nu mundu.

Será qe algum dia xegaremux a exta perfaisaum?"


Conseguiram ler correctamente até ao fim? Não é fácil.

terça-feira, 24 de abril de 2012

82ª Feira do Livro de Lisboa já começou!

Como escritor e como leitor compulsivo, é com enorme alegria que vejo este dia chegar. A partir de hoje e até dia 13 de Maio, o Parque Eduardo VII irá estar repleto de livros com descontos fantásticos.
É um óptima oportunidade para comprarem os livros a preços reduzidos. Aproveitem!


A famosa HORA H mantém-se, geralmente entre as 22h e as 23h de segunda a quinta-feira a começar dia 26, com descontos iguais ou superiores a 50%! Vejam tudo no site oficial: www.feiradolivrodelisboa.pt

Já sei que vou ter de me conter, e não me refiro apenas a comprar demasiados livros, mas também para não ir lá todos os dias!

A Corpos Editora não vai participar na Feira do Livro de Lisboa, pelo que irei ao Parque Eduardo VII sempre como leitor, o que também não é nada mau, garanto-vos. Quem sabe se no próximo ano não será diferente? Vou lutar por isso.

Desejo-vos óptimas compras e ainda melhores leituras!

domingo, 1 de abril de 2012

82ª Feira do Livro de Lisboa

A APEL, a entidade organizadora da Feira do Livro de Lisboa, já divulgou a data e o local onde a mesma irá decorrer. Pois bem, a Feira do Livro de Lisboa 2012 irá decorrer entre os dias 24 de Abril e 13 de Maio de 2012. O local, como tem vindo a ser habitual, será no Parque Eduardo VII.

Para quem é um leitor compulsivo como eu, ou que simplesmente goste de ler, serão três semanas muito tentadoras! Tenho imensos livros que gostaria de comprar e não vai ser fácil de me conter. Mas nada como caminhar pelo Parque Eduardo VII e sentir toda a azáfama característica que tanto aprecio e que me faz comparecer várias vezes ao evento Lisboeta, mesmo que não compre nada. É nestas alturas que se sente que o livro tem vida. E muita!

Para os que não gostam de ler e vivem perto de Lisboa, não deixem de ir para passear e fazer uma boa caminhada. (Como sabem, o Parque é bem inclinado eheh)

Boas leituras!


sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Opinião sobre "O Novo Membro" no Esmiúça o Livro!

Boas!

Hoje fui presenteado com uma surpresa bastante agradável. O blogue Esmiúça o Livro (o qual realizou a minha última entrevista até à data), mantém uma parceria com duas escolas para incutir o espírito da leitura aos jovens.

Desta iniciativa resultou que um jovem estudante, chamado Salvador Gouveia, teve interesse em ler o "O Novo Membro" e hoje a sua opinião foi publicada no site do Esmiúça o Livro.

Podem ver a opinião do Salvador AQUI.

Quero salutar o Esmiúça pela iniciativa e espero que pelo menos aqueles jovens fiquem interessados na literatura, o que infelizmente começa a ser cada vez mais raro.

Parabéns!

Críticas de Blogues Literários ao "O Novo Membro"

Olá a todos,
Desde que publiquei o O Novo Membro, tenho recebido vários comentários ao meu livro. Têm sido, na maioria, amigos meus que me dão o seu feedback, que é importantíssimo para mim, como sabem.
No entanto, quando criei este blogue, decidi que apenas iria colocar neste espaço comentários ao meu livro de pessoas imparciais, como de sites ou blogues literários. Creio que compreendem o porquê ;)

Aqui têm os links para cada crítica ao "O Novo Membro" (será actualizado sempre que uma nova crítica for publicada):

Blog BranMorrighan (8 Julho 2010)
Livros, o meu vício (14 Julho 2010)
Goldalsky (11 Agosto 2010)
Bookscorner ou Correio do Fantástico (23 Agosto 2010)
Blog D'Magia (Liliana Martins - vencedora passatempo) (4 Janeiro 2011)
Esmiúça o Livro (Salvador Gouveia - Parceria com o Blogue) (20 Janeiro 2012) Novo!

Outros locais onde podem deixar a vossa crítica:
Fórum de Leitores
Segredo dos Livros